Tenho problemas na coluna, posso praticar babywearing?

Os problemas de coluna são muito comuns e esta é das perguntas mais frequentes que nos fazem, depois de se saber os fundamentos de babywearing dos quais falo neste artigo.

Sabemos que 80% dos adultos sofre dores agudas nas costas e cerca de 30-40% da população sofre de dor crónica. Generalizar quando falamos de babywearing e problemas nas costas é difícil, existem condições muito diferentes. Mesmo assim, podemos afirmar que o babywearing em pessoas com problemas de coluna pode ser compatível e até recomendável na maioria dos casos.

Quando carregamos um bebé ao colo sem o uso de um porta-bebés ou quando usamos um porta-bebés não ergonómico, o peso não é distribuído uniformemente na coluna – fazemos mais força com um lado e a zona lombar, ombros e bacia sofrem. O uso de um porta-bebés vai aproximar o peso do bebé ao nosso próprio peso, pelo que será sempre muito mais fácil carregá-lo assim.

Um bom porta-bebés ergonómico, bem posicionado e ajustado tendo em conta as características particulares de cada pessoa pode minimizar o impacto do peso do bebé nas costas. Se a posição for correta, o corpo do bebé está colado ao corpo de quem o carrega sem sobrecarregar zonas do corpo em concreto.

Escute o seu corpo para perceber quando, como e quanto tempo pode carregar o seu bebé. É importante lembrar também que a medicação tira a dor mas não cura a lesão, o que pode ser enganoso. Nestas situações, o acompanhamento profissional de um consultor certificado de babywearing junto com o seu terapeuta (fisioterapeuta, osteopata…) é essencial para encontrar o porta-bebés ideal para si bem como a melhor forma de o usar. Dependendo do tipo de problema existem diferentes tipos de porta-bebés mais ou menos favoráveis.

Iniciar a prática do babywearing logo desde o nascimento é o ideal pois o seu corpo vai-se adaptando de forma gradual ao crescimento e aumento de peso do seu bebé.

O bebé necessita de colo. Se existem problemas na coluna do cuidador, pode ser um sofrimento e pode ser até contraindicado carregar o bebé nos braços. Assim, a prática do babywearing ergonómico, de forma correta, com o acompanhamento de uma consultora especializada ajuda nos problemas e traz inúmeros benefícios.

 

Laura Orion

Fontes :

  • https://redcanguro.wordpress.com
  • http://asesoras-continuum.com/se-puede-portear-con-problemas-de-espalda/
  • http://misaquitomagico.es/portear-con-escoliosis-diferentes-problemas-espalda-escoliosis/
  • https://www.youtube.com/watch?v=b9lQKlW-hMk
  • http://www.pajaritopinzon.com/blog/el-porteo-cuida-tu-espalda/
  • http://www.micomeu.com/2014/07/porteo-y-dolor-de-espalda.html

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *